neotix-responsivo-5-1.jpg

Quem, quando está em casa, vai ligar lá o seu computador desktop, que normalmente é um trambolho, e ficar distante da TV, para poder acessar a internet e ver notícias, redes sociais, etc.?

O mais comum é que todo mundo fique a frente da TV de casa, que pode estar na sala, no quarto na cozinha, no banheiro, sei lá mais aonde, mas ao lado, tem seu smartphone ou tablet, não é?

Também, não é para menos, segundo a Simon Kemp, temos 4,9 bilhões de usuários individuais que usam o acesso à internet por smartphones ou tablets...

Então, ter um site que seja responsivo, ou seja aquele que se adapte ao tamanho da tela do dispositivo que o está acessando, é de fundamental importância!

Passa ser mais importante ainda, quando o Google dá preferência, nos resultados de pesquisas, a apresentação de sites que ele detecta serem responsivos...

Mas para desenvolver um site responsivo tem lá seus truques que vão, desde a sua concepção até a sua efetiva programação, coisa que fazemos na Neotix há um bom tempo já.

Agora, o principal segredo está na usabilidade da versão responsiva do site,  porque no acesso por dispositivos móveis a um site, não dá para mostrar o mesmo conteúdo acessado por um dispositivo que tenha uma tela enorme, como as telas widescreen que temos hoje.

É daí que devemos associar a responsividade com o estudo da experiência do usuário (UX), porque é o "UX" que vai analisar o comportamento dos usuários que acessam a internet por dispositivos móveis e propor a melhor usabilidade na navegação e uso do site.

Mas isso é um papo para outro post...